USUÁRIO: SENHA: Cadastre-se

Apucarana-PR

Minima Maxima
18 °C
29 °C
Home Agenda APL Bonés Empresas Governança Publicações Relatórios Links Contato
     
Notícias Voltar para todas as Notícias
O futuro da indústria têxtil: como a tecnologia já está mudando o setor
 A costura está presente na vida do ser humano desde o período Paleolítico, onde figurava unindo saiotes de couro animal, dando origem às nossas primeiras roupas. Apesar do vestuário continuar fazendo parte da nossa rotina diária, ele já experimentou grandes mudanças em sua forma de produção.

Em 1851, o mecânico Isaac Singer criou a máquina de costura, dando seu sobrenome para uma marca relevante neste mercado até hoje. A máquina trouxe maior agilidade e aprimoramento ao processo de costura, e é utilizada em larga escala nos dias atuais. Mas agora, esse processo (e todo o vestuário) está mudando novamente – você está pronto para usar roupas feitas por um robô?

Sewbots

Os robôs já estão presentes na gestão de estoque de muitas lojas, movimentando caixas em prateleiras, mas agora eles passarão a fazer parte da fabricação de roupas. Pelo menos, é o que algumas empresas apostam ao investir para tornar isso realidade. A SoftWear Automation, por exemplo, está desenvolvendo robôs “sewbots”, ou seja, que costuram. Os robôs possuem câmeras e software de visão computacional para auxiliar na confecção.

Impressão 3D

A impressão 3D já está sendo utilizada na indústria têxtil para diminuir o desperdício de tecidos. É o caso da Ministry of Supply, loja que utiliza a tecnologia na fabricação de suas roupas. Segundo a CBInsights, a loja de vestuário diminui o desperdício em 35% e agora consegue fazer um blazer customizado em 90 minutos.

Imprimir calçados também é uma opção que já está em uso. Em 2017, a Adidas anunciou o tênis Futurecraft 4D, um modelo de tênis impresso em 3D. O benefício frente à tecnologia utilizada até então (com tênis feitos a partir de moldes), é que a impressão 3D permite aumentar o desempenho do calçado, pois traz mais facilidades na modelagem.

Inteligência Artificial

A inteligência artificial não está surgindo para substituir o trabalho de profissionais da indústria têxtil, mas para realizar processos burocráticos e aperfeiçoá-los. É o caso da Tommy Hilfiger, que realizou uma parceria com a The Fashion Institute e IBM para utilizar a tecnologia na ideação de novos modelos.

A inteligência artificial analisa imagens dos produtos da marca, para descobrir quais são as cores, padrões e texturas nos tecidos mais utilizadas e queridas pelo público, e auxiliar na inspiração de novas peças. A Stitch Fix utiliza a tecnologia com o mesmo fim através do “Hybrid Design”, no qual utiliza algoritmos para identificar tendências que ainda não estão no radar da marca e sugerir novos designs para a aprovação dos estilistas.

Deseja participar dessa revolução?

As startups são catalisadoras dessas mudanças que estão acontecendo, protagonizando e trazendo novidades ao setor. Por esse motivo, a Cia. Hering está em busca de startups para se tornarem parceiras ou fornecedoras da empresa – que hoje possui 4 marcas próprias.

A Hering busca soluções tecnológicas que possam dar mais velocidade ao processo de venda, aprimoramento da comunicação e engajamento em toda a rede e novidades para os showrooms físicos. Startups que tragam novidades nesses setores ou que enriqueçam a experiência da Hering ou de seus clientes podem participar do programa Hering Conecta – desde que tenham um MVP estruturado e ofereçam soluções adequadas ao varejo.



Postada Quarta-Feira,2 de Maio de 2018
Autor: APL de Bonés Apucarana
 
Newsletter
Receba nossas notícias
 
 
Cotações
 
 
Videos
 
Prêmio Prefeito Empreendedor
 
 
 
     
Home Agenda APL Bonés Empresas Governança Publicações Relatórios Links Contato
Copyright © APL Bonés de Apucarana | R. Osvaldo Cruz Centro, 510 - Sala 1303 - 13° Andar | Apucarana - PR Cep.86.800-720 | Telefone 43.3422-0930 By - GMCRIAÇÕES